blogs

Efeito

Como o mel age no organismo? Entenda seus efeitos de curto a longo prazos

02/02/2021

Não é novidade que o mel traz vários benefícios para a saúde humana e, por isso, é tão consumido para combater e prevenir infecções e processos inflamatórios. Mas você sabe como o mel age no organismo para promover esses efeitos? Eles são obtidos graças a diferentes substâncias presentes no produto, que entram em interação com os sistemas humanos.

Para saber como essas interações ocorrem com mais detalhes, continue lendo nosso post! Abaixo, explicamos as diferentes funções que o mel pode desempenhar e como elas se dão no organismo.


1. Ação antioxidante

Entre as substâncias que compõem o mel, estão os flavonóides. Estes são fundamentais para evitar a formação de radicais livres, que são grandes vilões por favorecerem o envelhecimento das células do corpo. Além disso, os flavonóides ajudam a combater processos de oxidação.

Logo, a presença de flavonóides permite que o mel seja um aliado no combate ao envelhecimento do corpo. Nas pesquisas desenvolvidas em torno do produto, observou-se que ele ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares, por exemplo.


2. Ação no sistema digestivo

O mel também pode ser uma excelente alternativa para adoçar seus alimentos, já que é muito mais saudável do que o açúcar refinado. Os açúcares que estão presentes nele são sacarose e frutose, ambos de fácil digestão para o organismo humano.

Ele ainda pode ser um excelente fornecedor de energia e de nutrientes, já que sua composição inclui minerais, proteínas e vitaminas, além de uma boa quantidade de glicose. Experimente, por exemplo, consumir um pouco de mel antes das atividades físicas!


3. Ação cicatrizante

Graças à quantidade de glicose que está presente em sua composição, o mel promove a liberação de peróxido de hidrogênio, substância fundamental para a cicatrização da pele. Além disso, ele ainda atua como antiinflamatório, antibiótico e antifúngico, servindo para combater diferentes tipos de infecções. 

Dessa forma, pode ser usado no tratamento de feridas, auxiliando tanto na regeneração do tecido quanto no combate à inflamação. Além de feridas, também pode ser aplicado sobre espinhas dolorosas.


4. Ação hidratante

Além de ser um excelente produto farmacológico e gastronômico, o mel também pode ser usado com finalidade estética. Suas moléculas de açúcar funcionam como umectantes naturais, que ajudam a repor a hidratação da pele e dos cabelos

Quando combinado com outros ingredientes, como canela ou aveia, o mel ainda pode servir como esfoliante para retirar células mortas e promover a limpeza da pele. 


5. Ação antiinflamatória

Ele ainda pode ser usado como expectorante, já que sua consistência confere a função mucolítica. Em outras palavras, por ser uma substância viscosa, o mel adere ao muco formado nas vias respiratórias e facilita sua liberação.

Agora que você já sabe como o mel age no organismo, que tal conferir receitas de máscaras faciais? Acesse nosso post!